Voltar

ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL

Qualquer tipo de empresa, independentemente de seu porte ou natureza jurídica, necessita manter escrituração contábil completa, inclusive do Livro Diário, para controlar o seu patrimônio e gerenciar adequadamente os seus negócios.

Entretanto, não se trata, exclusivamente, de uma necessidade gerencial, o que já seria uma importante justificativa.

A escrituração contábil completa está contida como exigência expressa em diversas legislações vigentes

ABERTURA DA ESCRITURAÇÃO

Empresa Nova ou em Implantação

O início da Escrituração Contábil terá por base o instrumento de constituição da empresa que, dependendo de sua natureza jurídica, será:

a) a Declaração de Firma Individual;
b) o Contrato Social;
c) a Ata da Assembléia de Constituição.

O Capital Social subscrito ou comprometido pelos sócios é que dá origem ao patrimônio da sociedade, nascendo ali um direito da empresa em relação aos seus participantes.

A integralização do Capital, ou seja, o cumprimento da obrigação pelos sócios, pode se dar de várias formas, sendo mais comum com dinheiro, com bens e/ou com direitos.

O correto é registrar, com a data da assinatura do instrumento de constituição, o compromisso assumido através do seguinte lançamento no diário:


D - Capital a Realizar
Sócio “a”
C - Capital Subscrito
Capital Social
Valor do capital subscrito......................R$

Por sua vez, na data da integralização, pelos sócios, proceder-se-ia ao seguinte registro:

Observe-se que a conta a ser debitada vai variar em função da forma de integralização.

No exemplo, a integralização ocorre em dinheiro, porém, se fosse com um prédio, debitaríamos “Imóveis” e assim por diante.

D - Caixa
C - Capital a Realizar
Sócio “a”
Recebido para integralização do capital subscrito...........R$

 

Empresa sem Escrituração Contábil

Por desconhecimento da obrigatoriedade e da utilidade da escrituração contábil, existem casos de empresas que funcionam há vários anos e, no entanto, não mantêm escrituração regular.

Constatada a impossibilidade de se proceder à escrituração de períodos anteriores, na forma convencional, a alternativa é a preparação de um Balanço de Abertura.

O Balanço de Abertura consiste na realização de um inventário físico e documental que permita identificar os bens, os direitos e as obrigações da empresa em determinado momento.

Conhecidos os bens, os direitos e as obrigações e estabelecidos os respectivos valores, deverá o Contabilista estruturar o Balanço de Abertura, que será sintetizado com base no ordenamento feito previamente num “elenco de contas” ao qual fazemos referência adiante.

No Ativo, serão devidamente agrupados os bens e os direitos.

No Passivo, figurarão as obrigações.

Para se obter a igualdade : ATIVO = PASSIVO, deve-se considerar, juntamente com o Passivo, o valor do Capital registrado.

Se o Ativo comparado com o Passivo acrescido do Capital estiver maior, a diferença deverá ser denominada “Lucros Acumulados”.

Se o Ativo comparado com o Passivo acrescido do Capital estiver menor, a diferença deverá figurar como “Prejuízos Acumulados”, como redutora do Capital.

Qualquer que seja a forma de escrituração, há a necessidade de se proceder ao registro dos elementos Ativos e Passivos para abertura da escrita, o que pode ser feito através dos seguintes lançamentos no diário:

A) Registro dos Elementos Ativos

D - Caixa
C - Balanço de Abertura
Saldo existente em ..../...../........................ R$ 2.000,00

D - Bancos Conta Movimento
C - Balanço de Abertura
Saldo existente em ..../...../.........................R$ 10.000,00

D - Estoques de Mercadorias
C - Balanço de Abertura
Estoque existente em ...../....../.................R$ 80.000,00

D - Móveis e utensílios
C - Balanço de Abertura
Móves e utensilios existentes conforme relação.......R$ 4.000,00


B) Registro dos Elementos Passivos

D - Balanço de Abertura
C - Duplicatas a Pagar
Duplicatas existentes conforme relação.....................R$ 20.000,00

D - Balanço de Abertura
C - Obrigações Sociais
Obrigações a pagar conforme relação e cópias..............R$ 7.000,00

D - Balanço de Abertura
C - Obrigações Tributárias
Obrigações a pagar conforme relação e cópias..................R$ 4.000,00

C) Registro do Capital Social (Registrado)

D - Balanço de Abertura
C - Capital Social
Valor do Capital Social registrado conforme Contrato Social.............R$ 30.000,00

D) Registro do Lucro Apurado

D - Balanço de Abertura
C - Lucros Acumulados
Valor do lucro apurado no Balanço de Abertura.......R$35.000,00

Efetue todos lançamentos, com a data igual ao do Balanço de Abertura.

BALANÇO DE ABERTURA EM: ____/____/______

Empresa:______________________________

CNPJ: ______________________

Ativo
Passivo
ATIVO CIRCULANTE
R$ 92.000,00
PASSIVO CIRCULANTE
R$ 31.000,00
- Disponibilidade
R$ 12.000,00
Obrigações a Curto Prazo
R$ 31.000,00
       Caixa
R$ 2.000,00
      Obrigações Sociais
R$ 7.000,00
       Bancos Conta Movimento
R$ 10.000,00
      Obrigações Tributárias
R$ 4.000,00
- Estoques
R$ 80.000,00
      Fornecedores
R$ 20.000,00
   Estoque de Mercadorias
R$ 80.000,00
 
 
 
ATIVO PERMANENTE
R$ 4.000,00
PASSIVO LÍQUIDO
R$ 65.000,00
Ativo Imobilizado
R$ 4.000,00
Capital Realizado
R$ 30.000,00
     Móveis e Utensílios
R$ 4.000,00
    Capital Subscrito
R$ 30.000,00
 
    Reservas
R$ 35.000,00
 
    Lucros e/ou Prejuízos Acumulados
R$ 35.000,00
 
 
TOTAL DO ATIVO
R$ 96.000,00
TOTAL DO PASSIVO
R$ 96.000,00

 

____________________________
Proprietário

_______________________________
Contabilista
CRC/Categoria

Depois que forem realizados os lançamentos acima e elaborado o balanço conforme o modelo exposto, tudo devera ser transcrito no livro diário, sendo que as relações, cópias de documentos assim como as memórias de calculos deverão ficar arquivados a disposição de eventuais fiscalizações que vierem a acontecerem.

Voltar