Plano de Negocios

Plano de Negócios


 

Um plano de negócio é um documento que descreve a sua futura empresa e quais passos devem ser dados para que os objetivos sejam  alcançados, diminuindo os riscos e as incertezas.

 

Um plano de negócio permite identificar e restringir seus erros antes de cometê-los no mercado.

 

O plano de negócios irá ajudá-lo a concluir se sua ideia é viável e a buscar informações mais detalhadas sobre o seu ramo, os produtos mercadorias e serviços que irá oferecer, seus clientes, concorrentes, fornecedores e principalmente descobrir e avaliar os pontos fortes e fracos do seu negócio.

 

Informações são a matéria-prima de qualquer plano de negócio, portanto pesquise e procure conhecer tudo sobre o seu setor, tais informações podem ser obtidas em jornais, revistas, associações, feiras, cursos ou junto a outros empresários do ramo.

 

Lembre-se de que um plano de negócio é uma trilha e não um trilho e não deve ser encarado como um instrumento rígido, portanto, é preciso acompanhá-lo permanentemente.

 

O plano de negócio fala por você. Quanto melhor sua aparência e quanto mais claras as ideias, melhores serão os resultados.Além disso, procure fazê-lo bem-feito e organizado. Assim, você irá tornar mais fácil sua utilização e sua consulta.

 

Um plano de negócio pode ser usado para se conseguir novos sócios e investidores, para estabelecer parcerias com fornecedores e clientes ou mesmo ser apresentado a bancos para a solicitação de financiamentos. Entretanto, lembre-se de que o maior usuário do seu plano é você mesmo.

 

As partes de um plano de negócio são:

 

1 – Sumário Executivo

 

Esta parte é o inicio  do seu documentos e vai conter seus pontos mais importantes, nele você vai descrever:

• Resumo dos principais pontos do plano de negócio;
• Dados dos empreendedores, experiência profissional e atribuições;
• Dados do empreendimento (se já estiver registrado: inscrição na Jucesp ou Cartório, Cnpj, Inscrição Estadual, Inscrição Municipal);
• Missão da empresa;
• Setores de atividades;
• Forma jurídica;
• Enquadramento tributário;
• Capital social;
• Fonte de recursos.

 

2 – Análise de mercado

 

É a obtenção de informações relacionadas ao mercado de atuação de uma empresa, e que podem impactar no sucesso ou fracasso deste empreendimento.

– Clientes;
– Concorrentes;
– Fornecedores.

 

3 – Plano de marketing

 

Esta parte do plano de negócios  detalha as ações necessárias para atingir um ou mais objetivos de divulgação que podem ser um planejamento para a marca, o desenvolvimento de um logotipo para a empresa e  um site para apresentar quais produtos fabrica, mercadorias que vende ou serviços que presta.

 

– Descrição dos principais produtos e serviços;
– Preço;
– Estratégias promocionais;
– Estrutura de comercialização;
– Localização do negócio.

 

4 – Plano operacional

 

É a parte do plano de negócios que descreve as tarefas a serem realizadas pelos colaboradores, indispensáveis para o alcance dos objetivos da empresa.

 

Layout ou arranjo físico;
– Capacidade produtiva, comercial ou serviços;
– Processos operacionais;
– Necessidade de pessoal.

 

5 – Plano Financeiro

 

Nessa etapa, iremos determinar o total de recursos a ser investido para que a empresa comece a funcionar e projetar os resultados .

– Investimento total;
– Estimativa dos investimentos fixos;
– Capital de giro;
– Investimentos pré-operacionais;
– Estimativa do faturamento mensal da empresa;
– Estimativa do custo unitário de matéria-prima, materiais diretos e terceirizações;
– Estimativa dos custos de comercialização;
– Apuração dos custos dos materiais diretos e ou mercadorias vendidas;
– Estimativa dos custos com mão de obra;
– Estimativa do custo com depreciação;
– Estimativa dos custos fixos operacionais mensais;
– Demonstrativo projetando os  resultados;
– Indicadores de viabilidade ( Ponto de equilíbrio, Lucratividade, rentabilidade,  Prazo de retorno do investimento).

 

6 – Construção de cenários

 

Simule valores e situações diversas para a empresa e pense em ações para evitar e prevenir-se frente às adversidades ou então para potencializar situações favoráveis.

– Provável;
– Pessimista;
– Otimista.

 

7 – Avaliação estratégica

 

Seu objetivo é detectar pontos fortes e fracos, com a finalidade de tornar a empresa mais eficiente e competitiva, corrigindo assim suas deficiências.

– Análise da matriz F.O.F.A. ou S.W.O.T

 

8 – Avaliação do Plano de Negócio

 

O Plano de Negócio desenvolvido por você é um valioso instrumento de planejamento. Por ser o seu mapa ou bússola que vai orientar de percurso, ele deve ser  consultado e acompanhado constantemente.

 

Avalie cada uma das informações e lembre-se de que o plano de negócio tem por objetivo ajudá-lo a responder a pergunta lançada no início desse manual: “Vale a pena abrir, manter ou ampliar o meu negócio?”.

 

Saiba que o mundo e o mercado estão sujeitos a mudanças; a cada dia surgem novas oportunidades e ameaças. Assim sendo, procure adaptar seu planejamento às novas realidades.

 

É por este motivo que um plano de negócio precisa ser corrigido, alterado e ajustado. Procure refazer seu plano de tempos em tempos.

 

Empreender é sempre um risco, mas empreender sem planejamento é um risco que pode e deve ser evitado.

 

O plano de negócio, irá auxiliá-lo a tomar decisões mais acertadas, assim como a não se desviar de seus objetivos.

 

Precisa de ajuda?

 

A Valdeci Medeiros Contabilidade pode te auxiliar na confecção de um plano de negócios.

 

Não tente fazer as coisas sozinho, tenha sempre um contador e um advogado ao seu lado, pois estes dois profissionais irão te auxiliar nas partes fundamentais na elaboração do seu plano de negócios tais como: forma jurídica, enquadramento tributário, capital social, formas de captação de recursos, elaboração do contrato social, orientação quanto ao local onde pretende estabelecer sua empresa, ajuda na parte do planejamento financeiro, adminsitração de colaboradores, etc.

 

Use o formulário de contato  e comece desde já a fazer as coisas de forma correta na montagem de seu futuro empreendimento.